Barlavento Consultoria e Serviços

Marketing Estratégico + Psicologia

Artigos

Algumas diferenças entre produtos e serviços

Muitas vezes os serviços são percebidos pelos clientes como de baixa qualidade, porque as empresas de serviços operam segundo o marketing de produtos, sem fazer a devida diferença entre os dois segmentos de mercado. Vejo em muitos treinamentos que empresas de serviços desconhecem essas diferenças e quando a ficha cai, a qualidade dos serviços tende a melhorar.

A diferença básica entre os dois é que produtos são tangíveis, é possível tocar, sentir, avaliar a qualidade antes da compra. Os serviços por sua vez são intangíveis, o cliente só vai saber se o serviço é bom ou ruim depois de comprado, porque é impossível saber o resultado antes de experimentar.

Outra diferença muito importante é que o valor dos produtos é produzido em fábricas e os clientes não participam da produção, ao contrário dos serviços, onde o valor é produzido no momento da prestação e da entrega. É um processo onde o cliente normalmente participa da operação, dando opiniões e exigindo certa personalização. Essa interação cliente – prestador de serviços causa desconforto nos funcionários, que deveriam estar muito bem preparados para lidar com os muitos imprevistos vindos da interferência dos clientes, na execução do serviço.

Os produtos de uma mesma linha são exatamente iguais, passam por uma linha de produção e pelo controle de qualidade, já com os serviços isso não acontece, por mais que exista um processo definido a ser cumprido. A produção do serviço vai depender de quem executa, de quem recebe e do lugar onde está sendo produzido, daí a grande importância das pessoas na prestação de serviços.

É necessário que a empresa tenha uma equipe bem treinada na execução dos processos e procedimentos do serviço, para que a entrega final tenha o mínimo de variação possível. É muito comum encontrarmos divergências nas opiniões de clientes em relação a determinado serviço, justamente pela diferença de atuação dos diferentes funcionários na forma de executar os processos e procedimentos do serviço.

Quando o cliente compra um produto e é mal atendido ou tem problemas com a empresa, ele costuma ficar incomodado com o resultado final, porém sobra o produto adquirido para confortá-lo. Quando um cliente contrata um serviço e não recebe a qualidade esperada, não sobra nada além do arrependimento, pois o serviço não transfere propriedade de nada.

Empresas de serviços devem manualizar processos e procedimentos, investir em treinamentos constantes para suas equipes e promover o ensaio do serviço antes de colocar funcionários na linha de frente da empresa. É exatamente igual ao teatro, não existe uma segunda chance de causar uma primeira boa impressão no público. 

 


 

Um pouquinho de nós:

  • + soluções em marketing
  • + idéias inovadoras
  • + competência
  • + inovação

entre em contato conosco!

Fique por dentro:

Leia mais

© 2009 Barlavento Consultoria e Serviços - Todos os direitos reservados. | Desenvolvimento: Agência Foco Livre